O problema do SPAM

Aqui na Mindnet nós detestamos SPAM. Adotamos uma política de intolerância com SPAM, e quando um de nossos assinantes pratica SPAM, a conta é suspensa de imediato e normalmente cancelada em seguida. Se todos os provedores e empresas de hospedagem fizessem assim, teríamos menos SPAM na Internet.

O problema é que a maioria não faz nada. Outro dia recebemos 3 spams de um ex-assinante nosso. Ele teve sua conta cancelada na Mindnet justamente por isso: emitir spam. Só que o “inteligente” incluiu nosso email em sua lista de spam. Então toda vez que ele manda SPAM, nós recebemos. A última foi na semana passada, e nós reclamamos com a atual empresa de hospedagem dele, uma concorrente nossa. Encaminhamos a cópia dos 3 spams, e sabe o que aconteceu? Nada. A empresa atual para não perder o cliente, prefere deixar ele continuar a enviar spam. E olha que a empresa atual do SPAMMER é bem conhecida, tem até anúncio na televisão.

Outro grande problema: muitas empresas e indivíduos estão praticando SPAM sem saber disso! Algumas acreditam que podem mandar email à vontade, só porque no spam tem um rodapé dizendo “esse email não pode ser considerado spam, pois basta você responder e seu email será removido de nossa lista”. Malandragem ou ignorância?

Enfim, hoje temos o problema do spam em vários lados: provedores e empresas de hospedagem coniventes por razões econômicas, usuários que não sabem o que estão fazendo e usuários que sabem que estão mandando spam, mas não há punição.

O que nos resta é denunciar cada maldito spam que recebemos.

O site http://antispam.br oferece dicas e instruções de como identificar e denunciar SPAM. Vale a visita e leitura.

O antispam.br está fazendo uma campanha anti-spam, ajude a divulgar.

One Reply to “O problema do SPAM”

  1. Taí uma coisa que vale a pena apoiar!
    Gostei da postura de vocês em relaçao ao SPAM, uma pena que nem todas as empresas pensem assim.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*