PHP 7.2 disponível

Nos serviços de HOSPEDAGEM, REVENDA e HOSPEDAGEM SSD foi disponibilizado o PHP 7.2.

Agora no CPANEL, no seletor de PHP, poderá escolher entre PHP 5.6, 7.0, 7.1 ou 7.2.

Lembrando que o PHP 5.6 é uma versão que somente está recebendo atualizações de segurança até dezembro de 2018. Recomendamos a todos os clientes que utilizem o PHP 7.X em seus sites.

 

Versões do PHP atualizadas

Em servidores de hospedagem compartilhada e revenda, as versões do PHP foram atualizadas:

– PHP 5.3.29 – Versão nativa – Sem alteração
– PHP 5.4.33 – Seletor PHP – Alterado para PHP 5.4.34
– PHP 5.5.16 – Seletor PHP – Alterado para PHP 5.5.18
– PHP 5.6.0 – Seletor PHP – Alterado para PHP 5.6.2

Estas atualizações são apenas no núcleo/core do PHP, não há alterações nas configurações do PHP ou nos módulos utilizados.

php

Seletor de versão do PHP

Em nossos servidores de hospedagem compartilhada e revenda, existe o seletor de versão do PHP.

Por padrão a conta de hospedagem funciona com o PHP 5.3, entretanto se você precisa utilizar outra versão do PHP, poderá alternar entre as versões 5.3, 5.4, 5.5 e 5.6.

Para trocar a versão do PHP basta entrar no CPANEL da sua conta de hospedagem, clicar em SELECIONAR VERSÃO DO PHP e escolher a versão desejada do PHP, conforme mostra a imagem:

seletorphp

A troca de versão é imediata, e você pode trocar sempre que precisar! Cuidado para não trocar para versões que sejam incompatíveis com os scripts já instalados em seu site. De qualquer forma, se não funcionar, basta voltar para a versão anterior.

O seletor de PHP está disponível em todos os nossos planos de hospedagem compartilhada e revenda. Se você possui um servidor VPS, Cloud ou Dedicado conosco consulte-nos sobre a possibilidade de instalação do seletor PHP em seu servidor.

Servidores compartilhados: PHP atualizado para 5.3.29

A versão do PHP, que roda nos servidores de hospedagem compartilhada e revenda, foi atualizada de 5.3.28 para 5.3.29.

Esta atualização afetou somente o núcleo (core) do PHP, os módulos e configurações foram mantidos, sem alterações.

Para saber o que mudou entre as versões 5.3.28 e 5.3.29 consulte o changelog do PHP no endereço http://php.net/ChangeLog-5.php

Os servidores dedicados e VPS não sofreram este upgrade, se você tem um servidor conosco poderá solicitar o upgrade quando desejar.

php

PHP atualizado para 5.3.27 nos servidores compartilhados.

A versão do PHP, que roda nos servidores de hospedagem compartilhada e revenda, foi atualizada de 5.3.26 para 5.3.27.

Esta atualização afetou somente o núcleo (core) do PHP, os módulos e configurações foram mantidos, sem alterações.

Para saber o que mudou entre as versões 5.3.26 e 5.3.27 consulte o changelog do PHP no endereço http://php.net/ChangeLog-5.php

Os servidores dedicados e VPS não sofreram este upgrade, se você tem um servidor conosco poderá solicitar o upgrade quando desejar.

php

PHP atualizado para 5.3.26 nos servidores compartilhados.

A versão do PHP, que roda nos servidores de hospedagem compartilhada e revenda, foi atualizada de 5.3.25 para 5.3.26.

Esta atualização afetou somente o núcleo (core) do PHP, os módulos e configurações foram mantidos, sem alterações.

Para saber o que mudou entre as versões 5.3.25 e 5.3.26 consulte o changelog do PHP no endereço http://php.net/ChangeLog-5.php

Os servidores dedicados e VPS não sofreram este upgrade, se você tem um servidor conosco poderá solicitar o upgrade quando desejar.

php
logo php

PHP atualizado para 5.3.25 nos servidores compartilhados e revendas.

A versão do PHP, que roda nos servidores de hospedagem compartilhada e revenda, foi atualizada de 5.3.23 para 5.3.25.

Esta atualização afetou somente o núcleo (core) do PHP, os módulos e configurações foram mantidos, sem alterações.

Para saber o que mudou entre as versões 5.3.23 e 5.3.25 consulte o changelog do PHP no endereço http://php.net/ChangeLog-5.php

Os servidores dedicados e VPS não sofreram este upgrade, se você tem um servidor conosco poderá solicitar o upgrade quando desejar.

php
logo php

Estamos migrando para o CloudLinux

Estamos migrando para o CloudLinux!

Durante as próximas semanas vamos migrar o sistema operacional dos servidores compartilhados para o CloudLinux. Segue a lista dos servidores e as datas de migração:

GRAGOATA – Já foi migrado
VITAL – Já foi migrado
INGA –  29/09/2012 – Já foi migrado
BOAVIAGEM – 06/10/2012 – Já foi migrado
ICARAI – 13/10/2012 – Já foi migrado
ITAIPU –  20/10/2012

Estes servidores são os que hospedam planos compartilhados (MIND#) e planos de revenda (REV#).

Na prática isso não afeta os recursos oferecidos em cada plano, o que está sendo alterado é o sistema operacional do servidor, já o painel de controle e softwares adicionais (como construtor de sites) não são afetados e permanecem a mesma coisa.

Servidores VPS neste momento não podem receber o CloudLinux, pois este sistema não é compatível com o Virtuozzo, que é a máquina virtual utilizada em nosso servidores VPS. Já os servidores dedicados são compatíveis – se você tem um dedicado conosco poderá fazer o upgrade para o CloudLinux, neste caso entre em contato conosco.

Mas o que é o CloudLinux e porque a mudança?

Em um servidor de hospedagem, não há limites de utilização para cada usuário. Claro que há coisas que é possível limitar (espaço em disco, tráfego mensal, memória do PHP etc), mas não são estes os limites que quando extrapolados causam problemas no servidor. A maioria dos problemas de recursos vem do abuso de uso da CPU (capacidade de processamento), utilização intensa de disco (I/O) e acessos simultâneos.

Sem o CloudLinux isto é um  jogo de gato e rato. Quando ocorre um problema de sobrecarga no servidor, o nosso monitoramento alerta o suporte técnico, que por sua vez entra no servidor, localiza o usuário que está causando a sobrecarga e suspende a atividade problemática. Durante este tempo o servidor pode ficar lento e afetar todos os sites hospedados. O CloudLinux muda o  jogo, não somente para o usuário como para nós.

Então veio o CloudLinux.  O CL cria um ambiente isolado virtual para cada site hospedado no servidor compartilhado, e nos permite limitar a quantidade de recursos que cada site poderá usar, como CPU, uso de disco (I/O), memória, quantidade de processos. Com isso não é mais possível um único site monopolizar todo o servidor, prejudicando as demais contas.  Este sistema trás um monte de benefícios, tanto para os usuários como para a empresa de hospedagem. Haverá menos problemas de sobrecarga, menos interrupções do serviço e o mais importante: a maioria dos usuários permanecerá com boa velocidade de processamento disponível.

O meu site será afetado?

Felizmente para nós (e provavelmente para você), o lado negativo do CloudLinux afeta somente uma pequena parcela (quando existente) dos usuários. Mas quem são estes usuários?

Estes são os usuários com sites que causam problemas no servidor, muitas vezes monopolizando todo o processamento da máquina. Na maioria dos casos são assinantes que passam por uma das situações:

– Tem um site com um script mal-programado que consome exageradamente os recursos do servidor;
– Tem um site com centenas de visitas simultâneas, que não deveria estar em uma hospedagem compartilhada;
– Tem um site sofrendo ataque do tipo DoS, brute-force e similares;

Quando uma situação deste tipo ocorrer, o site atingirá os limites de utilização do servidor e o CloudLinux automaticamente irá impor limites para este site, não deixando que a conta tome conta de todo o servidor, criando uma sobrecarga. Você pode pensar que o CloudLinux vai deixar seu site lento, mas isso não é verdade. A realidade é que agora sites que abusavam do serviço de hospedagem compartilhada, não conseguirão mais sobrecarregar o servidor e isso é benefício para quem está usando o serviço corretamente.

O serviço de hospedagem compartilhada é baseado na seguinte premissa: pega-se um servidor dedicado e divide-se os recursos deste servidor para vários sites. Isso permite obter um serviço de baixo custo, já que o alto custo de um dedicado está sendo dividido entre vários sites. Claro que não é justo quando alguém paga por uma fração deste servidor dedicado e usufrui da máquina 100%.

Um exemplo comum que acontece com frequência:  um site começa pequeno, com poucos visitantes. O proprietário gerencia bem o site, faz divulgação etc – depois de 1 ano este site vira um sucesso e começa a ter dezenas de milhares de visitantes por dia.  Provavelmente este site não pode ficar mais em uma hospedagem compartilhada, não é a infra-estrutura correta. Este site já demanda uso intensivo da CPU, de banco de dados, de operações de disco – e certamente não vai usar somente a “fatia” dele em uma máquina compartilhada. Com o CloudLinux este site começará a ser limitado (ficará lento) e o usuário será alertado no painel de controle desta situação.

Como consulto o consumo do meu site?

No painel de controle da sua hospedagem (cpanel), você vai encontrar o ícone “USO DOS RECURSOS”:

Ao clicar nesta função, vai abrir um resumo das ultimas 24 horas de consumo da sua conta, parecido com este abaixo:

No exemplo acima, o site foi limitado nas últimas 24 horas, por atingir os limites de utilização.  Os limites foram atingidos 5 vezes no período de 24 horas.  Por enquanto não há tradução para o módulo CloudLinux no cpanel.  Clicando em DETAILS (detalhes) você pode ver a utilização detalhada:

Nos detalhes você vai encontrar 5 gráficos:  Uso de CPU, Uso de memória Virtual, Uso de memória Física, uso de disco I/O e quantidade de processos simultaneos. Você pode mudar o período de visualização dos dados, entre última hora, dia, semana etc.

 

Consulte o consumo do seu site sempre que desejar – se ocorrer da sua conta ficar consumindo muitos recursos constantemente, nossa equipe irá entrar em contato com você e explicar a situação e estudaremos juntos uma solução.
Se você quer saber mais sobre o CloudLinux

Além do site oficial (http://www.cloudlinux.com/)  você pode nos escrever para obter mais informações sobre este sistema.